Archiv für den Monat: Februar 2018

Acrescentar ao invés de subtrair

Insight … „acrescentar ao invés de subtrair“. Ao invés em pensar em eliminar de minha vida as coisas ruins, talvez fosse melhor acrescentar coisas boas. Entendendo-se aí por „bom“ o que me faz sentir bem e por „ruim“ aquilo que me faz sentir mal. Tudo muito subjetivo, enfim. Mas acrescentando coisas que eu curto no meu dia a dia, talvez surja uma luz no fim do túnel. Fazer as coisas que eu amo, que me dão prazer e não apenas aquelas que me estressam e acabam com minha saúde física e psíquica. Desligar um pouco minha preocupação constante com tudo e talvez acionar o mágico botão do FODA-SE. Boa tarde!

 

Num certo dia me lembro de ter perdido minha paz de espírito

 

Eu na realidade não me lembro quando isto aconteceu. Talvez por ocasião da morte de papai? Não sei dizer ao certo. Mas eu tenho assim um feeling de que numa certa ocasião ocorreu um rompimento com aquilo que eu sentia como uma sensação de estar protegido, de estar seguro.

Ensaios, dados sobre a infernal burocracia no Brasil …

Aqui um link interessante do Consulado Brasileiro em Frankfurt … http://frankfurt.itamaraty.gov.br/de/formelle_vollmacht.xml

Lá é possível encontrar alguns modelos de procurações diversas.  Exatamente aqui: https://sistemas.mre.gov.br/kitweb/datafiles/Frankfurt/pt-br/file/ModelosGeraisProcura%C3%A7%C3%B5esP%C3%BAblicas.pdf

 

Sobre apostilamentos, legalizações … fica uma pergunta … um documento anteriormente legalizado pode ser apostilado? Ou seja, um documento legalizado no Consulado de Munique pode ser ainda apostilado num Behörde da Alemanha?

 

Naja, estou escrevendo tudo isto para mim mesmo. É possível que vá ao Brasil este ano, mas não quero ficar o tempo todo lá perdido, desesperado, triste, não me achando. Não sei se publico isto como particular ou público … talvez particular?