Archiv für den Monat: Dezember 2012

Bom dia, amigos! Quero fazer deste blog a minha casa virtual… ainda pensando em cabos e conexões…

Olá, pessoal… eu costumava dar o meu bom dia no facebook, mas aquilo tornou-se um vício assim como o velho orkut. Eu apareço lá, os amigos me chamam, comentam nos meus posts e fotos, a tentação pra ficar naquele espaço é enorme. Mas os aborrecimentos que tive lá também foram incontáveis, e quando menos espero surge uma agressão daqui e dali, poha, eu não preciso do facebook!

SINTO QUE O TEMPO FLUI CADA VEZ MAIS RAPIDAMENTE E QUE MINHA MEMÓRIA FALHA

Na ja… ontem a Sheilinha me disse que era sábado… loucura, pois a sensação que eu tenho é de que sábado foi anteontem, ou mesmo ontem… sinto que as semanas passam como se fossem 1,5 dia… isto é louco e terrível. Simone de Beauvoir, em seu ensaio „A Velhice“, analisou esta questão da noção de passagem do tempo acelerada nos velhos. E isto é terrível, pois justamente após uma certa idade a consciência da finitude se apossa de nós, assim, meio que de chofre, e então sentimos que nossa estadia aqui neste mundo realmente não será por muito tempo. Já escrevi sobre este meu feeling em outro post… Na ja… sobre o que eu iria escrever mesmo?… estou aqui perdida nesta eterna atmosfera de irrealidade, acordei há não muito tempo e me sinto meio de ressaca, como todos os dias por sinal… hoje acordei literalmente MOÍDA. Ontem consegui sair de casa, na base do sufoco, como tantas vezes, pois eu precisava comprar uns remédios para uma amiga minha. Foi assim, sem pensar muito no fato de estar pessimamente vestida etc e tal, peguei um jaquetão e saí pra embarcar no próximo ônibus. Aos sábados os ônibus de Donauwörth só circulam até cerca de umas 16 horas… é relativo isto, e detesto imprecisões… pois depende do referencial, ponto de partida, ponto de chegada and bla bla bla.

HOJE FAZ SOL…UM AMENO INVERNO EM DEZEMBRO

Sim, neste exato minuto eu noto a presença marcante do sol lá fora… sol que me cega, embora no inverno seja muito bem vindo! Aliás, nem parece inverno… a impressão que dá é que estamos ou que voltamos para o Outono. Hoje, 30 de Dezembro de 2012… ops… temos um dia para o mundo acabar??? 😀
PS: Oração da serenidade em português (fonte site dos Alcoólicos Anônimos):

Concedei-nos, Senhor, a Serenidade necessária para aceitar as coisas que não podemos modificar, Coragem para modificar aquelas que podemos, e Sabedoria para distinguir umas das outras.

E o original em alemão (escrito da foto do post):

Gott gebe mir die Gelassenheit, Dinge hinzunehmen, die ich nicht ändern kann, den Mut, Dinge zu ändern, die ich ändern kann, und die Weisheit, das eine vom anderen zu unterscheiden.

Antes de dormir, escrevo este post para mim mesma – sobre cabos, disjuntores, circuitos elétricos

Agora são 00h21min aqui em Donauwoerth, hora em que os homens „de bem“ vão pra cama… hahahahah…. ou talvez poder-se-ia dizer os seres sensatos, dotados de bom-senso e por aí vai. Mas decididamente NÃO É O MEU CASO!!!

O PROBLEMA NÃO RESIDE NO DISJUNTOR OU NO CIRCUITO ELÉTRICO – TALVEZ NA DISTRIBUIÇÃO DOS APARELHOS LIGADOS

Eu estava com um problema num disjuntor, que de vez em quando „caía“ (ou desmontava, como se diz na área) e não havia o que o fizesse subir novamente… ou seja, o desgraçado subia mas não ficava lá… caía novamente em seguida. Eu tinha a nítida impressão de que havia um problema técnico com o mecanismo do disjuntor, que talvez não estivesse mais funcionando, sei lá!!!

Bem, há uns 2 meses eu comprei 2 cabos enormes (cabos extensores, digamos assim), para poder „puxar“ a energia de um circuito elétrico para outro. O problema parecia localizar-se no circuito que abrange o escritório e a sala de estar – Arbeitszimmer und Wohnzimmer – ou, especificamente, na chave 3, que sempre „desmontava“ e não montava novamente.

Andei estudando em alemão sobre o assunto, pois, afinal, se eu chamar um técnico, vou ter que explicar a ele na língua alemã o que se passa. O nome para disjuntor nesta língua é Sicherungsschalter. Aqui encontrei um dos artigos que me ajudou… Sicherung geht nicht mehr Einzuschalten.

Enfim, a impressão que sempre tive foi de que o problema era com o disjuntor mesmo. Stefan mesmo acreditava haver um problema com uma instalação elétrica da sala, que pertence ao mesmo circuito elétrico do escritório e que estava dando problema.

Na ja… hoje fiz uma série de experiências, coloquei em ação o meu plano de ENERGIA EMERGENCIAL, e minha casa ficou mais medonha do que já era… agora tem fios enormes e grossos por todos os lados, e o perigo de alguém desavisado acidentar-se é enorme… hahahahah… mas quem vem aqui? Ninguém… só gente pra encher o saco, em geral… pedreiros, encanadores, que vêm de tempos em tempos destruir o meu box do chuveiro, o meu vaso sanitário, agora a próxima a ser atacada será minha banheira… mas este é outro assunto („O eterno drama do vazamento“).

AGORA À NOITE EU DESCOBRI QUE O ESTA PECINHA EM SI NÃO É O GRANDE VILÃO – E SIM, TALVEZ, O EXCESSO DE ENERGIA CENTRALIZADO NUM CIRCUITO

Depois de puxar os fios, eu distribui os equipamentos elétricos pela casa… quando antes estava tudo num centro só, o escritório. Agora eu tenho meu velho computador desktop no quarto de casal, junto com o modem e router DSL da Deutsche Telekom, enquanto que o router e o modem a cabo (Kabelmodem, não sei como se fala em português) da Kabeldeutschland eu acabei deixando no circuito do escritório mesmo… e a TV-HD e monitor, que está acoplada ao meu novo notebook, aparelho de som, tocador de DVDs (video player), tocador de Blue Ray (comprei um, ahahahah), meus vários HDs… bem, este meu home theater está na sala de estar, mas com energia puxada por cabo da cozinha. Notei também que meus conectores de internet via eletricidade (Dlan, da marca Devolo), por algum motivo não estão funcionando bem (pelo menos no meu notebook) e é preciso desativar a rede local (estou com meu sistema operacional em português de Portugal, depois confirmo o nome)… ou seja, trabalhar como se minha placa de rede Ethernet estivesse desabilitada, como estava, a propósito, de fábrica.

ENFIM, como disse acima, aprendi hoje que a fonte do problema não é o disjuntor, mas sim…

…  que transferindo muitos equipamentos para outro circuito elétrico, este começa também a dar problemas (o disjuntor caiu umas 4 ou 5 vezes quando eu estava com os 2 modens e 2 routers no quarto), além do micro desktop. Mas… por um algum motivo não decifrado, o disjuntor do circuito 7 (acho que é o circuito 7) sempre volta depois de cair… o que não acontecia antes com o disjuntor do circuito 3.

Depois vou explicar melhor tudo isto, escrevi este post para uso próprio mesmo…

… estou muito cansada, velhos não aguentam demasiados esforços físicos sem sentirem amargar consequências… ahahahahah

E MAIS UMA DESCOBERTA… NÃO CONSIGO COLOCAR AS FOTOS ENORMES DE MINHA NOVA CÂMARA CANON REFLEX (EOS 600D)… OS ARQUIVOS NÃO ESTÃO ENTRANDO AQUI NO BLOG. PRECISO DE UM RESIZER URGENTEMENTE!!!

 

… acho que vou baixar este aqui, no Baixaki… FastStone Photo Resizer

ah, estou super kaputt, vou dormir… tired, tödmüde!!!

 

 

Pra variar, estou envolta numa salada de cabos e problemas informáticos (meu post no facebook)

 

  • Eu sinto comunicá-los, mas eu pirei. Enlouqueci de vez. Agora acho que não existe mais salvação possível… depois explico porque!!! Boa noite!!!
    Curtir ·  · 
    • Andre Villasboas Kayowá Gares Bem vinda ao colégio…
    • Irene Rabelo O que acontece? Oh gente curiooosa!
    • Sheila Yurgel Será que somos duas, Verokka??Mas jeito tem, pra tudo acha-se um jeito. Beijiosss e boa noite ( já estreieii a botinha, yyeeeeppp!)
    • Vera Rodrigues-Rath Complicado pra explicar, gente… talvez a Molly Bloom e a Patt Jong, ela com certeza, entendessem… mas é que eu passei horas copiando muitos gibabytes de arquivos que estavam ocultos no sistema do computador 1 (são os arquivos que ficam em pastas escondidas do windows live mail e do thunderbird)… pois bem… eu havia salvo estes arquivos em pastas que eu criei hoje, num dos HDs externos, eu vi tudo lá, estava tudo lá, daí voltei para o micro novo da sala e os arquivos e as pastas desapareceram. Desabilitei a opção de ocultar arquivos de sistema e tal, mas ainda não vejo nada. E o pior… alguns arquivos que não apareciam num momento, apareceram depois… e agora estou com o outro micro totalmente danado, fragmentado, e pensando ver se nele eu consigo ver estas pastas e arquivos. Eu não entendo… não suporto não entender alguma coisa, nem que seja uns centavos que não batam numa conta… crazy, I’m totaly crazy!
    • Vera Rodrigues-Rath Maninha, que legal…. que bom que a botinha serviu e tudo o mais! E ela deu a volta aqui pela Europa, saiu da Inglaterra, né… ahahahahah… o Amazon tem destas. A Molly sempre diz, e acho que está certa, a Amazon (feminino, referindo-se à firma ou empresa), mas o Amazon pra mim é homem, tem a cara de seu dono e eu considero até um amigo pessoal meu. Mas Amazon, pra mim, não é feminino… ahahahah
    • Vera Rodrigues-Rath Vou lá ver o micro… e o lance do fazendeiro mal-humorado… puta merda… vai ser caxias na puta que o pariu… chegou uma conta aqui, uma conta que foi um verdadeiro parto (a Sheilinha sabe)… e uma das pessoas que precisa pagar esta conta era o fa…Veja mais
    • Vera Rodrigues-Rath Eu não quero dormir, estou ansiosa, não quero dormir… mas amanhã chega mais pacotes… NÃO AGUENTO MAIS PAKETE… não suporto mais esperar entregadores!!! Vou colocar uma foto e vocês entenderão, talvez amanhã…
    • Helga Zimmermann Pirou de vez minha linda amiga cybergirl em meio aos bits and paketes hahahahah
    • Irene Rabelo Dormir descansa a mente e, melhora a cuca… O mundo não acabou, então tem muito tempo…
    • Irene Rabelo acordada ainda? Menina levada!
    • Vera Rodrigues-Rath zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
    • Vera Rodrigues-Rath Sem forças pra falar ou escrever, kaputt!!!
    • Vera Rodrigues-Rath Eu não consigo dormir com o computador ligado desfragmentando – o outro… kaputt! Foda, pois amanhã vem outro entregador… chorando!!!! (não tenho a tabela de emoticons aqui)!!!
    • Helga Zimmermann Segura peão és mais forte que o pc !
    • Vera Rodrigues-Rath zzzzzzzzzzzzzzzzzzzz :-
    • Vera Rodrigues-Rath não consigo mais digitar… kaputtttttttttttt zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
    • Irene Rabelo Dorme nenê, do meu coração, dorme nenê, não tenhas medo não… não canto o boi da cara preta para vc não ter pesadelo…
    • Vera Rodrigues-Rath zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz gute Nachtzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
    • Carlota Joaquina Camarco Freitas Oi Verinha, fico preocupada e muito com você! Que se passa?
    • Molly Bloom Eu nao tenho mais que me preocupar com genero de coisas, Vera. Hahaha. Amazon aqui e‘ neutro. Mas, eu chamo de ela, porque em ingles, paises, carros, avioes, navios, cidades, fenomenos naturais e empresas podem ser referidas como „she.“
    • Vera Rodrigues-Rath Inglês é a melhor língua do mundo… acessível a todos, sem complicações desnecessárias… sem os absurdos da gramática alemã, que não servem pra nada a não ser desestimular o aprendizado da língua! Mas meu inglês ficou prejudicado com o alemão, embora eu sempre tenha mesmo falado um inglês que aprendi na escola!
    • Vera Rodrigues-Rath Amazon pra mim é um Deus! E é masculino… ahahahahaha
    • Molly Bloom Nem falo nada. Depois que temos o Prime, assistimos a filmes e series de TV pela Amazon, streaming. A gente nem se da‘ ao trabalho de download. E‘ so‘ fazer log in e tudo esta‘ acessivel, de qualquer computador, tablet, ou phone. Mas, com essa coisa de „one click,“ a nossa conta as vezes fica alta. Consumo, consumo.
    • Vera Rodrigues-Rath ahahahahahahahah… aqui o Amazon Prime é somente para compras normais, e o Lovefilm.de é a empresa do Amazon que oferece estes recursos de assistir via streaming. EStou no teste gratuito, com direito a DVDs físicos, tenho dois pra assistir… mas acho que vou ficar.
    • Vera Rodrigues-Rath A dúvida é se fico com o flatrate de streaming ou se escolho a opção de alugar alguns videos em forma de DVD… pois nem todos os filmes estão disponíveis online…
    • Molly Bloom Aqui Prime me da‘ descontos fantasticos para office supplies, que uso de monte para o consultorio (toner, por exemplo). E livros para Kindle. Minha nossa, baixo muita coisa preciosa de graca, por causa do prime.
    • Vera Rodrigues-Rath Eu compro agora, em uns 2 minutos a compra já vai pra envio, no dia seguinte chega… isto vicia, viu… como!
    • Vera Rodrigues-Rath E agora tem ofertas de natal… vixe.
    • Vera Rodrigues-Rath Miga, preciso sair do modo chat… sinto-me muito alienada hoje, mas quero uma horinha conversar com você by phone… estou completamente lunática… acho que só uma noite muito bem dormida me recupera. Tenho dormido pouco, por causa de minha mania de …Veja mais
    • Molly Bloom bj, querida.
    • Vera Rodrigues-Rath Estou aqui e ali, Molly… arrumando os eletrônicos… eu migrei mesmo para esta sala (eu ficava sempre no escritório)… é uma sala ampla, com 25 metros quadrados, só que metade dela está ocupada por uma ferrovia que Stefan estava construindo, e que e…Veja mais
    • Vera Rodrigues-Rath Eu não sei como desmontar a ferrovia, pois daí não me doeria o coração. Eu tenho tudo de Stefan como ele deixou… tudo… só começo a mexer nas coisas agora, e descubro caixas de coisas que ele comprara e nem abrira… Stefan era único, amiga… único… você viu fotos dele já?
    • Molly Bloom Vi sim. Stephan era um homem bonito. Acho que eu faria como voce, nao mexeria em nada. Quando meu filho vai p/ o college, eu entro no quarto dele e nao toco em nada. Fico la‘, farejando o cheiro dele. Bom, agora mesmo ele esta‘ aqui em casa, no quarto dele.
    • Patt Jong Vc conseguiu então compartilhar os arquivos e vê-los ou ainda estão só visíveis em um computador (o 1)?
    • Vera Rodrigues-Rath Bom dia, gente!!! Patt Jong, o mistério permanece como mistério. Ontem tive outro problema, desta vez envolvendo meus adapters devolo… eu não conseguia conectar um dos dispositivos, pensava que fosse problema de extensão elétrica e tal… mas era que minha placa de rede estava desativada… só mesmo o gerenciador de dispositivos resolveu! ah, você conhece estes adapters Dlan marca Devolo? Agora resolvi, mas a velocidade não está estes bichos… dos 30.000 megas para download só estou conseguindo obter uns 12.000 aqui na sala…
    • Vera Rodrigues-Rath Bem, os arquivos ficaram visíveis somente no computador um… ah… mas eu não voltei pra lá pra testar se continuam aparecendo lá… os arquivos até entendo, mas as pastas? Tenho que desconectar o HD aqui da estação e conectar lá… estou agora trabalhando com um netbook acoplado numa TV de 27 polegadas (bárbara, adorei!!!), teclado e mouse extras, e o som conectado em aparelho de som, podendo também „sair“ pelos fones de ouvido. Estou com 2 hds externos, enfim… e uma salada de cabos absurda… estou migrando do meu velho desktop de 4 GB para o meu notebook com 8 GB… puta computador bom, pois depois de 4 anos FUNCIONA!!! Só foi formatado uma vez!

Postagem no facebook de agora… morrendo de sono… zzzzzzzz

Hoje não foi meu dia. Acordei com um blackout parcial, mas atingindo as áreas mais importantes da casa… o escritório, contendo dois modens, dois routers, enfim, 2 conexões de internet… além do computador desktop… e a sala de estar, onde está meu home theater. O disjuntor da caixa de luz está com defeito (mecânico, eu creio), desde os tempos em que Stefan estava aqui ainda… desesperei-me, e somente na 31.a tentativa consegui fazer o disjuntor subir sem cair novamente. Na ja… fico horrorizada com a possibilidade de ficar sem net, sem telefone, sem comunicação com o mundo. Que sono… vou postar isto no meu blogg… boa noite… torrent, torrent… hoje descobri este troço e estou num download lerdo que não acaba nunnnca… isto porque eu fui comprar um filme, um video, e o preço dele está em 200 Euros, usado cerca de 90. O preço médio de um video aqui vai de uns 7 a uns 15 euros, eu acredito… 200 Euros? Descobri o tal do torrent, do Bit Comet… mas não me sinto bem baixando o video assim não… é que não tem pra comprar a não ser de colecionadores, eu acho… THEMROC. Beijos… torrent… torrent… sono… zzzzzzzzzzzzzzzz (copiando no blog, respondendo lá) Gute Nacht…. zzzzzzzzzzzzzzzzz

Comentários no facebook sobre minha postagem:

Ensina-me a viver (Harold and Maude) – a consciência de minha finitude me toma de assalto!

 

Outro dia comprei um DVD no Amazon de um filme que havia visto há tempos, e que acredito até ter por aqui, mas por não encontrá-lo facilmente optei por comprar no Amazon.de (ainda não era assinante do Lovefilm.de.

Bem… eu assisti na minha nova TV, a primeira LED que eu tenho, e que está me fascinando… montei aqui na sala um verdadeiro home theater e ao mesmo tempo uma estação de trabalho, e estou adorando. Meu netbook novo, Medion, com 8 megas de RAM, que comprei no Ebay como produto B (por ter sido devolvido ou algo assim) é simplesmente bárbaro… e agora está acoplado com a nova TV-monitor, com o aparelho de video (video player)… bem, estou envolta numa salada de fios, pois conectei tudo o que poderia e não poderia ser conectado… ahahah… até o aparelhinho de som eu também acoplei, e dependendo de eu usar o monitor como reprodutor de video, TV, ou computador, eu ligo a saída do som numa entrada ou outra (TV ou micro)…

… mas não era sobre isto que eu queria escrever… e sim sobre o insight que eu tive…

O ENIGMÁTICO RECADO DO FIDALGO DA TORRE

Numa de nossas últimas conversas por telefone, pouco antes de sua morte, meu amadíssimo amigo Francisco Calbucci (que eu sempre chamava de Francis, depois eu explico o lance do „Fidalgo da Torre“…) disse que tinha algo importante a me dizer… e falou-me para assistir ao filme „Ensina-me a viver“. Bem, eu na época não entendi o enigma que estava por trás de sua sugestão, mas talvez hoje eu compreenda… ou comece a digerir (mais do que isto)…

Para quem não conhece o filme (acredito que 95% dos que lerão isto), trata-se de uma linda história sobre amor, vida e morte. Para os que esperam algo mais de um filme do que apenas „passar o tempo“ e um entretenimento rasteiro, eu recomendo.

Aqui a música do filme… (um trecho no qual ela é cantada)…

E aqui um trailler do mesmo:

E outro trecho…

A DIFICULDADE DE EXPLICAR EM PALAVRAS UM SENTIMENTO INEXPRESSÁVEL

Depois do telefonema de meu amigo, que por viver numa enorme morada com uma torre de dez metros de altura (daí o „fidalgo“), eu pus-me a pensar… mas por que ele me diz pra assistir este filme, se fui justamente eu que havia recomendado a ele? Bem… pois este filme diz muito, talvez seja a essência de tudo que faz sentido pra mim hoje, com a minha idade e nas minhas circunstâncias. Francis era mais velho do que eu, quando nos falamos pela última vez estava com 73 anos, e não chegou a completar 74… uma das pessoas que mais amei nesta vida, ao lado de meu pai e de meu esposo, entre outros entes queridos.

Ele costumava dizer, nos últimos tempos, que encontrava-se na antecâmara da morte… o que poderia causar impacto nas pessoas comuns e que não o conheciam, mas não em mim. Ele tinha esta consciência que agora me toma de assalto… de que não temos muitos anos de vida pela frente. Podemos ter mais ou menos, mas não muito. Depois dos setenta anos de idade, eu creio que esta percepção da finitude pode ser, para os mais sensíveis, algo brutal.

Algo que costumava me dizer também, era que tudo o que eu quisesse fazer de importante nesta vida (mudanças de residência ou de país) que fizesse antes de completar sessenta anos de idade. Francis era um profeta, eu poderia dizer que o considerava de alguma forma meu guru. De todas as pessoas que conheci neste mundo, ele era quem mais me compreendia … não falo apenas de amor Lato Sensu, mas de compreensão dos recônditos de minha alma em suas nuances e minúcias. Mas é lógico que existia também um amor profundo, que ia muito além da atração física e outros sentimentos não tão nobres. Mas este é outro assunto…

MAUDE ENSINA HAROLD A DEGUSTAR A VIDA COM SOFREGUIDÃO, NO ENTANTO ELA TINHA SEUS DIAS CONTADOS.

Harold era um rapaz rico, mimado, com uma mãe dominante e que não conseguia estabelecer vínculos de afetividade com ele… por algum motivo ele se sentia mais atraído pela morte do que pela vida. Tanto que o que mais curtia era simular suicídios, sempre de uma maneira brutal, querendo com isto, de alguma maneira chocar as pessoas e extravasar seus sentimentos de insatisfação para com a vida.

Ops… eu não queria fazer uma sinopse do filme aqui, não… acho que desaprendi a escrever blogs ou nunca soube… ahahahah… estou muito dispersiva…

O que eu queria dizer é que ter assistido a este filme com minha idade atual, e na conjuntura que eu vivo, fez-me refletir sobre a passagem dos anos, a qualidade de vida e outras questões… OK, Maude, que tanta „vida“ transmitia e contagiava seu aprendiz, Harold… ela optou por colocar um fim à sua existência assim que completou seus 80 anos de idade. Num dos trechos do filme ela diz que morrer com 75 anos é um pouco cedo, e com 85 já seria um pouco tarde… daí a data que ela tratou de cumprir.

Na primeira vez em que eu assisti o filme, fiquei triste com o final, e não pude apreender o seu sentido maior – a importância de vivermos com qualidade a vida que temos, sem nos preocuparmos com coisas banais e a opinião dos outros… mais do que isto, viver com paixão, sugar cada momento que se apresenta com sofreguidão.

 E NUMA DAS NOITES PASSADAS, LOGO ANTES DE DORMIR, EU ME DEI CONTA DE QUE MEU TEMPO TAMBÉM ESTÁ CONTADO

Eu nunca antes tinha tido uma consciência tão avassaladora da passagem do tempo. Fiz uns cálculos de um inferno que vivo há 5 anos (pasmem, 5 anos!!!) por causa de um vazamento, ou suposto vazamento… uma outra história. Fui infernizada pela vizinha por 5 anos, entendam… e ela vai continuar tentando me levar à loucura. Sobre isto escreverei depois… é muito importante. Mas… eu refleti… 5 anos de encheção de saco até as raias do absurdo… mais tempo do que os 4 anos que eu tive pra viver com meu amado Stefaninho… já estou na Alemanha há 11 anos, logo completarei 12 (em abril de 2013)… e quantos anos ainda terei de vida?

Adianto que me aproximo dos 60 anos, e isto não é nada fácil de se viver e muito menos de falar (ou escrever). Quantos anos viverei ainda… 10, 20? Se viver uns 20, estarei então com quase oitenta anos (faltando um pouco ainda)… e já estarei bastante velha, inclusive… ou posso morrer antes, quem sabe??? Ninguém sabe!!! E as contas… 5 anos de inferno, acossada por uma vizinha insuportável, por uma criatura que passa só coisas que o povo costuma chamar de „energia negativa“, „maus fluídos“, mas isto é muito místico para uma agnóstica como eu… enfim, as contas… 5 anos! Cerca de 1/4 do tempo que me resta pela frente, se eu viver até os 80 anos de idade… neste tempo todo eu perdi minha paz de espírito, senti-me invadida e desrespeitada no meu direito de privacidade, enfim… (suspiro)… agora ela recomeça o drama… já fez quebrarem meu box do banheiro, já destruiu meu vaso sanitário, fez-me aguentar semanas de uma máquina infernal me atazanando… sem nunca respeitar meu direito constitucional a não ter o meu lar invadido. Enfim… assunto para o próximo ou um dos próximos posts, com imagens da destruição – fotos e videos que eu fiz do que já se passou nesta casa.

E agora? Devo me descabelar de novo, ficar desesperada, reagir? Não!!! Não adianta nada, não vou fazer o que ela quer, não vou entrar no jogo dela… mas… e minha vida? E o resto de tempo que tenho aqui na Terra ainda, como vou poder viver com intensidade, se nem tranquilidade eu posso ter dentro de meu próprio lar? Penso em tudo… penso em ir embora daqui, que seja por um tempo… deixar a casa como está e ir com meus filhotes pra outro canto, numa casa alugada, gastando muita grana… mas quem sabe… vivendo com qualidade este trecho de vida que ainda me aguarda.

Eu agora me conscientizo totalmente de minha  finitude, como um doente terminal que escuta o médico sentenciar sua sobrevida provável. Sinto a partir disto a premência do tempo, e de viver com qualidade o resto de minha vida… com o necessário conforto de que os velhinhos carecem. Sobre isto meu amigo Francis também carinhosamente me alertou.

*****************************************************************

Deixo a música-tema do filme:


Cat Stevens “If You Want To Sing Out, Sing Out” Lyrics

 Well, if you want to sing out, sing out
And if you want to be free, be free
‚cause there’s a million things to be
You know that there are

And if you want to live high, live high
And if you want to live low, live low
‚cause there’s a million ways to go
You know that there are

Chorus:
You can do what you want
The opportunity’s on
And if you can find a new way
You can do it today
You can make it all true
And you can make it undo
You see ah ah ah
Its easy ah ah ah
You only need to know
Well if you want to say yes, say yes
And if you want to say no, say no
‚cause there’s a million ways to go
You know that there are

And if you want to be me, be me
And if you want to be you, be you
‚cause there’s a million things to do
You know that there are

Chorus

Well, if you want to sing out, sing out
And if you want to be free, be free
‚cause there’s a million things to be
You know that there are
You know that there are
You know that there are
You know that there are
You know that there are

Fonte: http://www.lyricsfreak.com/c/cat+stevens/if+you+want+to+sing+out+sing+out_20028104.html