Archiv für den Monat: Oktober 2004

TRECHOS EXTRAÍDOS DO LIVRO „AJUDA-TE PELA PSIQUIATRIA“, DE FRANK S. CAPRIO.

Foto que rotulei como „Ladeira da Existência“, batida por mim, aqui em Donauwoerth“

„AJUDA-TE PELA PSIQUIATRIA – Guia prático para viver de maneira mais sábia e saudável“: de autoria do Dr. Frank S. Caprio, tradução de Dilma Ferraz Sampaio Carrazedo.Título do original norte americano: Helping Yourself with Psychiatry (1957).

Tem você preocupações crônicas?

Todas as pessoas se preocupam por qualquer coisa e por tudo, se por preocupação se entende o desassossego. A qualidade e a quantidade de nossa preocupação é que determinam se somos normais ou neuróticos. contudo, a preocupação, da maneira popular como é usada geralmente, se refere a um interesse normal sobre alguma frustração, alguma coisa que aconteceu no passado, da qual nos sentimos culpados ou alguma coisa desagradável que tememos possa acontecer a nós ou aos outros. A preocupação (pensar em círculo) está freqüentemente na raiz de uma depressão ou de uma infelicidade que se encontra presa. É um mecanismo de busca de atenção. A pessoa que se preocupa cronicamente dissipa sua energia somente porque as coisas que são a causa da sua preocupação raramente acontecem. É como o clérigo, Dr. Lloyd Folter, habitualmente se expressava: „A preocupação é tão boba e dispendiosa como recolher um carro à garagem, deixando o seu motor em movimento durante toda a noite. Uma quantidade tremenda de energia seria consumida, porém o carro não iria a parte alguma.“ A preocupação significa fazer que sua mente trabalhe24 horas por dia.

Como governar as frustrações de cada dia

 

Pimbol no mais profundo sono... se pudéssemos aprender com os gatos, nossa vida seria muito menos sofrida...
Pimbol… ah, se tivéssemos a tranqüilidade dos gatos para encararmos os problemas que nos circundam… 1. Convença-se de que todos os problemas situacionais possuem uma solução apropriada. É uma questão de paciência e de encontrar a resposta acertada para sua situação específica. Isto requer estudo e planejamento. 2. Pense ante de agir. As pessoas se tornam frustradas facilmente porque se deixam aborrecer emocionalmente. Não dão a si mesmas uma oportunidade de ficarem calmas e objetivas. Agem impulsivamente e depois se arrependem. 3. Simplifique sua vida. Não aceite deliberadamente complicações que lhe causem ansiedade e preocupação. 4. Quando as coisas andarem mal, pense em algo que o faça rir ou sorrir. Não deixe de usar o senso de humor quando mais necessitar dele. 5. Não é sempre que podemos agradar todas as pessoas. Deparar com as pessoas que não nos apreciam é de se esperar. Aceite a repudiação estoicamente. 6. Convença-se de que traz consigo um poder que o ajudará a encarar as adversidades corajosamente – que o ajudará a superar quase todos os obstáculos. 7. Conte os seus problemas a alguém que possa ajudá-lo. 8. O bom governo das frustrações de todos os dias depende de como você aprendeu a controlar e dominar suas emoções. 9. Não aspire à perfeição. As pessoas assim são propensas a se frustrarem facilmente, porque esperam muito de si e dos outros. São muito idealistas e pouco realistas. 10. Antes de culpar os outros pelas suas frustrações, pergunte a si mesmo: „Tenho facilidade em viver bem com as pessoas?“ 11. Antes de ficar aborrecido por não ser capaz de tomar uma decisão, descubra as causas de suas indecisões. 12. Analise a psicologia básica de suas frustrações. As pessoas que se tornam frustradas facilmente são super-agressivas, inseguras e impacientes. 13. Contrabalance suas frustrações, recompensando-se a si próprio com atividades que lhe provoquem relaxamento. 14. Agir inteligentemente é melhor do que uma preocupação desnecessária. 15. Uma mudança de rotina pode dissipar a frustração de sentir-se aborrecido com a monotonia. 16. Você não pode solver as suas frustrações, dando-lhe as costas ou refugiando-se no álcool; isso apenas multiplicaria suas frustrações. O beber em virtude de uma frustração é sempre acompanhado de um resultado de culpa e aumento de frustrações. 17. Quando você sentir-se frustrado porque alguém o desapontou, diga para consigo mesmo que na realidade ninguém desaponta ninguém. As pessoas desapontam a si mesmas. Sobre o autor: FRANK S. CAPRIO foi membro da American Medical Association, da American Psychiatry Association, da Society for the Advancement of Psychotherapy, da Sr. Elisabeth’s Medical Society, da American Association for the Advancement of Science do Internacional Club of Washington. Texto digitado por Vera Rodrigues-Rath, sem qualquer revisão do original traduzido (embora se fosse eu a tradutora, modificaria aqui uma série de termos).   Bem, gente… mudando um pouco o estilo de minhas entradas, está aí um texto para ser lido e refletido. Graças a este livro, cujo pequeno trecho reproduzo, eu consegui sobreviver à uma adolescência sofrida e hoje posso lhes dirigir a palavra… Este era o meu livro de cabeceira, meu único amigo, meu companheiro nas horas de solidão. Vale a pena ler os trechos que aqui reproduzi, adianto. Um grande beijo a todos, Verinha OK, abaixo algumas fotos pra refrescar… Meu Stefan, em frente ao toilet (existe uma plaquinha onde se lê „Frei“ = desocupado) Alunos de Stefan num passeio na escura noite dos Alpes austríacos em pleno inverno… (na excursão para Fendels) Village onde Stefan ficou nos Alpes, Fendels. Viagem de ônibus pelas curvas das montanhas austríacas (Fendels) Back to Donauwoerth: foto ao que me conste inédita da Reichsstrasse, parte mais baixa, em direção à prefeitura (fotógrafa oficial da Reichstrasse: Verinha). Reprise de uma foto minha (Verinha) no Brasil, Barra Funda, agosto de 2004.

EINTRAG EXTRA: 25 DE OUTUBRO, ANIVERSÁRIOS DE MARCOS E DE TIO ALVARO!!! PARABÉNS E PODEM MANDAR BOLO PRA TURMA AQUI!!!

Marquinhos, numa época em que era pequeninim. E quem está do lado dele, de língua de fora? O Luis Carlos, oras!!! Do lado direito, de costas: Sheilinha.

Some years later… O mesmo menino, um cadim crescidim, ao lado da mamy, a minha maninha-Sheila, com sua carinha de menina!!!

Meu tio Alvaro (Alvaro Martiniano de Azevedo) este ano, na casa de mamãe, foto batida por mim. Ele completará amanhã 82 anos de idade. Desembargador aposentado, o que mais curte na vida é o seu sítio em Descalvado e contar histórias… que adoramos ouvir!!!

Eu e titio na casa de mamãe este ano, por ocasião do infalível lanche das 4… Eu já havia publicado outra versão de uma foto similar, mas esta é inédita.

Ops!!! Escapou de novo… Luisinho, o que você veio fazer aqui, no meio dos aniversariantes? … heheheheh agora que caiu aqui, deixa estar… eheheheh

Acréscimo às 20h20m do dia 24/10/2004

Bolo do Marquinhos… hum, hum… que vontade!!!

O segundo bolo… também quero!!! BBBBBBBBUUUUUUUAAAAAAAAAAAAA

Nosso sobrinho-afilhado, o Henrique Antônio… confesso que me apaixonei ao ver esta foto e outras que acabei de receber!!! É a cara do pai quando era bebê!!!

Meu irmão Dacio e nosso afilhado… „Pai coruja e seu rebento“… ahahahahah

Rose e o baby Antônio, foto em homenagem a Paulinho Patriota.

Dacio, o pai, quando era bebê, há MUITOS anos atrás…

 


Olá, pessoal!

Mais uma entrada extra em homenagem a dois aniversariantes: Marquinhos (ou o Grande Marcos) e meu Tio Alvaro, irmão de mamãe e uma pessoa que também ocupa o lado esquerdo de meu peito.

Marcos, sem muito discurso, pois hoje a inspiração me foge, meus Parabéns por ser o rapaz inteligente, educado e super-gente-fina que você é, e também por integrar esta família MARAVILHOSA que eu adoro!!! E… pensando bem, sou sua tia por tabela, não??? Pois se sou maninha do cuore de sua mamy… então você é meu sobrinho por opção!!!

Titio, amanhã eu te ligo, já que o senhor não acessa a Net… O senhor é um grande batalhador, uma pessoa que soube enfrentar com coragem as vicissitudes da vida, e que agora está aí, para nos contar as histórias que tanto adoramos ouvir!!!

Finalizando, os votos de todos aqui do „Blogg.de“ à senhora mãe de nosso amigo Paulinho Patriota, para que tudo corra o melhor possível com sua cirugia e posterior recuperação – pleno sucesso, Dona Maria do Socorro – é o que lhe desejamos do coração!!!

Nesta vou indo, abração a todos!!! Se o bolo chegar a tempo, eu tento inserir depois!

Verinha

CAINDO DE SONO, UMA EINTRAG COM AS FOTOS DE MINHA AMIGA HELENA BRASILEIRO MADEIRA AND FAMILY EM SUA VIAGEM AO RIO DE JANEIRO EM AGOSTO DE 2004.

Rio de Janeiro, praia ao por do sol… na picture original podia-se ler „052 Sonneuntergang Lagoa.jpg“

Uma reunião familiar, onde algumas pessoas se encontram: Jaques, Paula, Helena (bem no centro, sorrindo), Lourenço, seu filho e Ric (Ricardo, acho – um parente ou amigo) – além de outras pessoas. Seu filho Lourenço é o que mora junto com a sua filha Catarina aqui na Alemanha, com o atual marido de Helena, Uli. Catarina não aparece nesta foto.

Helena, seu filho Manoel, que mora no Rio com o pai, e uma amiga, Sabine.

A filha de Helena que mora na Alemanha: na foto com o pai, Rogério, ex-marido de Helena, que vive no Rio com o filho Manoel.

Epa!!! Escapou… hum… uma foto minha com Luisinho, em Poços de Caldas (2004)… vixe, como esta picture veio parar aqui???


Pessoal, este não é um blogg normal. Eu escrevo muito mais nos Kommentare do que nas Einträge. Mas só aqui posso colocar fotos de uma maneira mais marcante. Por isto, antes de dormir hoje, pois acho que amanhã ou depois haverá novo post, gostaria de colocar as fotos de Helena Brasileiro Madeira, minha amiga, sobrinha de Tom Jobim, carioca de Ipanema, e como quase todos da família, também uma musicista (eles são em sua maioria intelectuais ou músicos).

Tanto falei de Helena aqui, sendo que ela mesma quando aparece não comenta, só lê… mas autorizou-me a publicar suas fotos da última viagem ao Brasil, também em Agosto de 2004, mesma época que nós, só que, evidentemente, seu destino foi o Rio de Janeiro, pois lá é sua „Pátria“.

Como é sabido aqui, e apesar de Helena não gostar muito de mencionar o fato, ela é sobrinha direta do grande compositor Tom Jobim. Ela oculta um pouco por timidez e também porque gostaria de ser conhecida pelos seus próprios méritos e não pela notória árvore genealógica…

Hoje Helena mora na Alemanha, pertinho de Donauwoerth (num vilarejo chamado Tafpheim), com seu segundo esposo e os filhos Lourenço e Catarina. Seu ex-marido, Rogério mora no Rio, em Ipanema, com o primogênito do casal, Manoel.

Beijos,

Verinha – KAPUTT!!!

ICH BIN GANZ KAPUTT UND MÜDE...ZZZZZZZZ

Atenção: logo, logo sai outro post… pois só aqui tenho colocado fotos novas…

COMO DISSE O EX-„ALGUÉM DO BEM“, O BLOGG É UMA CASA. SINTAM-SE À VONTADE… NA GELADEIRA TEM UMAS DELÍCIAS… SIRVAM-SE!!!

Verinha zelando por vocês… risos… eu nesta foto aumentei bem o contraste, daí as ruguinhas talvez terem sido igualmente salientadas.

Foto da viagem de Stefan aos Alpes austríacos (Fendels), se não me engano no início deste ano. Vou verificar depois.

Verinha e Carlão na Trattoria Campinas, em São Paulo, agosto de 2004. Fotógrafo: Stefan Rath, que não aparece na foto, lógico!!!

Efeitos especiais que produzi a partir de uma foto batida por mim no natal de 2003. Trabalhei com efeitos de luz de uma árvore de Natal utilizando-me do programa Paint Shop Pro 8 (Deutsche Version)

Um pedaço da mesma pizza que estava aqui outro dia, da Pizzaria Araújo, em Poços de Caldas… especial para Luis Carlos… ahahahahah

A casa de mamãe em São Paulo num entardecer de agosto deste ano, quando estávamos no Brasil, São Paulo, Vila Mariana … esta luz acesa… quantas vezes desejei adentrar este espaço aqui dos recônditos europeus…

Foto histórica: Frau Rath (mamy de meu querido), Stefan quando menino, sua avó paterna e seu pai. Local? Preciso indagá-lo!!! Notem que Stefaninho era lourinho, os cabelos escureceram com a idade… O único sobrevivente da pictures é Stefan.

Nossa casa em Donauwoerth, lembrando que o nosso andar é o do meio – onde tem a extensa varanda (Balkon) com a antena da Globo, cujos sinais não ando recebendo… Problema a verificar!!!

Os ovos explodidos quando da formação da cratera na pia. Alguém se lembra??? Quando voou pedaço de ovo pra todos os lados?


Bem, pessoal, estou sem assunto, ou melhor, tenho muitos, mas não os colocarei aqui agora. Eu só publico esta nova Eintrag pois num „güentava“ mais olhar minha cara de picapau vidente… ahahahahah

Beijos,

Verinha

PS: talvez pinte nova Eintrag em breve…

PS 2: Amei esta entrada no Forum hoje…

http://pub29.bravenet.com/forum/2441158170/fetch/423819/ Valeu, Jose F P Rezende, vou te responder depois… se é que você não está entre nós!!!

ALGUMAS FOTOS DA VERINHA AQUI NUM DIA EM QUE O TEMPO PARECE TER PARADO… PICTURES UM TANTO QUANTO NARCISISTAS… QUE VÁ!!!


Esta foto Stefan bateu hoje (14/10/2004), após eu ter lavado os cabelos. Este turbante é para secar os cabelos, sem que eu seja vitimada pela Kopfschmerzen habitual… Pra variar, foi tirada meio à minha revelia… Os efeitos são por conta do Paint Shop Pro 8.

Os olhos da amiga de vocês aqui… ahahahahah Foi um acidente fotográfico, outra foto em que estava de turbante, após o banho, e fechei os olhos quando Stefan bateu a picture… estou sorrindo, parece???

Foto de 5 minutos batida em julho deste ano (2004), e que é a mesma do meu VISTO DEFINITIVO DE PERMANÊNCIA NA ALEMANHA (Unbefristet Visum). Lógico que melhorei com o Paint Shop… comparando com a original, melhorou um cadinho.. Mas atenção: eu nunca modifico minhas feições, nunca dissimulo rugas nem nada. Apenas trabalho com efeitos de contraste, luminosidade, brilho, definição, moldura, etc e tal.

Some years ago… em agosto de 2000, por ocasião da exposição Brasil 500 anos, no Parque Ibirapuera. Exactos 8 meses antes de minha então inimaginada departure to Germany em abril de 2001…

Close da mesma foto, com efeitos de moldura. Notem meu celular, meu tênis trombadinha e meus jeans puídos. Foto em homenagem a Paulinho Patriota.

No mesmo dia, foto batida por um „colega“ jornalista e fotógrafo, o mesmo que tirou as 2 acima: Marcos Anderson Duffles Andrade. Fiz um close, pois o restante da foto está um cadinho „sexy“… risos… (mas tudo bem, está na minha galeria de solteira). Neste dia de inverno o tempo enlouquecera e fazia 32 graus na capital paulista. Picture batida no Parque Ibirapuera, tendo como plano de fundo o lago.

Outro contexto… neste ano, em agosto, quando estávamos no Brasil, o almoço em casa de mamãe: arroz, feijão, pastéis, frango empanado, tudo preparado pela queridíssima Maria Circe… ainda a raptaremos e traremos pra cá… risos… Bem que ela gostaria, mas e o visto depois???

Bem, deixo este post narcisista aí … ahahahahahah

Mas na realidade fica apenas como ilustração, pois eu estou muito mais é nos comentários, na ala comum!!!

Beijos,

Acabei não tirando minha siesta, e agora durmo no teclado...

Verinha